• A Consultora de Negócios

Email Marketing

Atualizado: Jun 11

Email Marketing é toda comunicação via email que acontece entre uma empresa e seus contatos ou clientes. Uma campanha de Email Marketing pode ser desenvolvida em texto ou HTML e conter produtos, promoções, conteúdos etc. Em geral, as mensagens são enviadas com uma ferramenta de disparo de emails.





O que é Email Marketing


De acordo com o site Statista, o número de usuários de email ao redor do mundo será de 2,9 bilhões em 2019 — mais de um terço da população.

É provável que o público-alvo da sua empresa esteja entre essas pessoas, certo?

A história do Email Marketing começou no fim da década de 1970, quando o gerente de marketing da Digital Equipment Corp, Gary Thuerk enviou 400 emails promovendo computadores da companhia, o que resultou em 13 milhões de dólares em vendas.

Mas foi nos anos 1990 que a internet massificou o Email Marketing.


Isso abriu as portas para uma nova forma de comunicação, mas também fez surgir os indesejáveis spams — e, por consequência, as regras para proteger os consumidores dessa prática.

Nos anos 2000, tornou-se claro que pensar que somente enviar emails, sem pensar no destinatário ou no conteúdo, não era suficiente.



Para fazer um Email Marketing efetivo e não acabar na caixa de spam, é importante seguir as boas práticas.


Desde então entende-se que, para fazer um Email Marketing efetivo e não acabar na caixa de spam, é importante seguir as boas práticas.

O surgimento de tecnologias como os smartphones e de novas formas de relacionamento, como as redes sociais, teve impacto também sobre o Email Marketing.

No entanto, independentemente da tecnologia, sabe-se que hoje é importante focar nas necessidades de cada usuário ao receber o email.

Assim, o que iniciou como comunicação de massa desenvolveu-se para uma estratégia de relacionamento com Leads e clientes.

Hoje as ferramentas de automação de marketing, como o RD Station Marketing, permitem segmentações avançadas e a análise das mensagens enviadas, em uma abordagem estratégica do Email Marketing.

Para saber mais, leia também nosso eBook O Guia do Email Marketing. É grátis, basta preencher o formulário abaixo para ter acesso.


Vantagens do Email Marketing


Muita gente chegou a dizer que o Email Marketing estava próximo do fim com o crescimento das mídias sociais, mas não foi o que aconteceu.

Isso porque as pessoas têm o email totalmente incorporado às suas vidas: ele é a coisa mais simples e fundamental que alguém pode ter na internet. Muitos vão além e são até compulsivos com seu uso, passando o tempo todo com a caixa de email aberta e conferindo cada nova mensagem que chega.

Sem dúvida as redes sociais, por exemplo, são uma ótima forma de espalhar sua mensagem e chegar aos seus clientes. No entanto, esses canais geralmente são encarados com mais informalidade e menos compromisso que o email.

As pessoas não se sentem na obrigação de ver todos os posts na página do Facebook das empresas que seguem, nem de lerem todos os posts publicados nos blogs das suas marcas favoritas.

Além disso, é mais difícil acompanhar todas as atualizações publicadas nas redes sociais. Já os emails são olhados cuidadosamente, em geral todos os dias.

Por mais que todos tenhamos que lidar com alguns spams indesejados, se a pessoa assinou o conteúdo da sua empresa e sabe que é relevante para ela, há uma tendência muito grande de o seu email ser aberto e lido.

Desse modo, usar de forma adequada o Email Marketing é uma arma muito eficiente para manter um relacionamento com as pessoas, sejam elas clientes atuais ou apenas potenciais interessados.

Esse é um ativo que deve ser nutrido com o tempo e explorado com cuidado, mas os resultados valem o esforço.


Tipos de Email Marketing


O Email Marketing é um canal de comunicação e relacionamento que oferece diversas opções de estratégia de Marketing Digital.

Com ele, é possível utilizar vários formatos de comunicação, como ofertas, newsletters, ativações, cartões comemorativos, avisos úteis etc.

Cada um desses formatos deve ser usado para ocasiões específicas. Alguns são mais voltados para a venda de um produto, notificações sobre a atualização em um blog, oferta de um download gratuito, comemorações e mais.

Abaixo, vamos explicar um pouco mais sobre alguns desses formatos para você ter uma visão geral sobre o que pode — e o que não deve — ser feito.


Newsletter


Newsletters são uma boa forma de se comunicar para nutrir o relacionamento com seus Leads e clientes de maneira mais leve e com mais proximidade.

Elas costumam ter uma abrangência maior de interesses, abordando diversos assuntos dentro de um tema amplo. Por exemplo, é possível promover um produto para os que estão em um momento avançado de compra, mas também ser relevante para os que ainda  se interessam apenas pelos artigos e dicas.

Se sua empresa já possui um blog com conteúdo frequente, a newsletter é uma excelente forma de alavancar o alcance do conteúdo.

Mais detalhes sobre esse formato estão no post 7 dicas para criar uma newsletter de qualidade. E, para não perder nenhuma etapa do processo de criação de uma newsletter, acesse nossa checklist de Newsletter.


Email promocional


Antes de tudo, é importante entender que “promocional” não quer dizer apenas email divulgando promoções e produtos.

No caso do email, “promocional” é no sentido de “promover uma oferta”, seja ela um conteúdo gratuito ou um produto de fato. Esmiuçando melhor, um email promocional pode ser:

de produtos físicos (como é o caso de ecommerces e empresas de varejo em geral);de produtos/serviços digitais (como é o caso de ofertas de consultorias, softwares e ferramentas pagas);de produtos digitais gratuitos (como é o caso de eBooks, ferramentas, webinars etc.).


Emails promocionais têm como foco único a conversão, sem as várias opções que uma newsletter possui. Eles possuem um potencial enorme de levar a mensagem certa para a pessoa certa em qualquer etapa do estágio de compra, caso seja feita de forma otimizada.

E como fazê-los de forma otimizada? O segredo está na segmentação, ou seja, enviar o email para um público-alvo específico que esteja interessado no que está sendo oferecido.

Ainda nessa página, no tópico “Segmentação”, você vai aprender sobre como segmentar uma lista para ter melhores resultados.

O passo a passo completo para montar uma campanha desse tipo você vê no nosso checklist de email promocional.

Email sazonal

Uma outra opção de uso de Email Marketing é usar as datas especiais de cada usuário para enviar uma mensagem personalizada.

Essas campanhas podem corresponder a mensagens de aniversário, datas comemorativas, parabenizações por alguma conquista e felicitações em geral.

A ideia central é fazer com que seus Leads e clientes se sintam lembrados e que sua empresa esteja presente nos momentos importantes para o seu público.


Datas comemorativas podem ser excelentes para promover sua marca. Geralmente, os emails de comemoração envolvem um uso maior de artifícios visuais e textos curtos para conquistar e prender a atenção do destinatário.

Email Marketing de boas-vindas


O email de boas-vindas é o email que você enviará ao seu prospect assim que ele se tornar Lead. Pode não parecer importante, mas esse email tem diversas funções, principalmente avançar o usuário em sua jornada de compra, ou seja, nutri-lo com informações relevantes. O próximo passo que ele tomar pode ser decisivo na relação com sua empresa.

Na Resultados Digitais, fizemos um experimento para provar o impacto desse email. Queríamos saber qual era a taxa de retorno dos usuários em todos os canais. Ou seja, quantos usuários, daqueles que tinham recém-entrado em nossa base, acabavam retornando.

A resposta era: 31% das pessoas retornavam. Assim, resolvemos enviar esse email.

Após fazermos isso, a taxa passou a ser 47,6% de retorno para os novos usuários (um aumento de 51% nessa métrica, que é uma das mais importantes para qualquer negócio).


Email para clientes inativos

Para aumentar a taxa de engajamento de suas campanhas e alcançar o objetivo que provocou o envio, a regra número 1 de emails para clientes inativos é fazer uma oferta interessante, alinhada com as características do público que receberá o email e com uma periodicidade adequada.

Também é importante se lembrar de destacar a relevância do assunto do seu email e segmentar os Leads selecionados para o envio, entre outras dicas importantes para que suas campanhas de email tenham boas taxas de abertura e clique.


Mas, além disso, há algumas boas práticas que você pode adotar para engajar seus Leads que não estão mais interagindo com os seus emails. São elas:

Perguntar quais conteúdos ele gostaria de receber;Fazer anúncios segmentados para seus Leads nas redes sociais (utilize o email deles para encontrá-los);Evitar emails de grupo (como financeiro@ ou contato@);Avisar o Lead que ele não receberá spam ou inserir a opção de opt in (isso ajudará a evitar o cadastro com emails temporários);Confirmar a adesão do Lead;Higienizar sua lista de emails.



Email para ecommerce


O Email Marketing tem um papel muito importante para empresas que trabalham no modelo de ecommerce, seja para engajar, relacionar-se, aumentar a taxa de conversão, enviar promoções, divulgar novidades ou diminuir a quantidade de carrinhos abandonados.

A seguir, veja algumas dicas para que esta ferramenta traga os melhores resultados e para que as mensagens sejam relevantes e não virem spam:

Crie maneiras de incentivar o cadastro de clientes na sua lista de emails. Assim, você garante uma base de pessoas realmente interessadas. Esse é o primeiro passo para campanhas eficazes e mensagens que não são consideradas spam. Inclua alguns campos de cadastro para identificar o perfil dos participantes do seu mailing e enviar a mensagem certa para os seus clientes;Envie aquilo que for relevante para o seu cliente e que tenha ligação com a loja, como promoções e lançamentos, mas também que estejam conectadas ao seu negócio e que ajudem o consumidor a resolver algum tipo de problema;Teste várias possibilidades de assunto de email, conteúdo, layout, horário e frequência de envio — depois, avalie e adote as que gerarem mais resultados para você.

Veja mais sobre emails para ecommerce no post 4 dicas rápidas de Email Marketing para sua loja virtual.

Automação de emails

Automação de marketing é qualquer interação que ocorra entre a empresa e o Lead/cliente de forma automatizada, com objetivo de se relacionar com esse Lead ou cliente de acordo com as ações dele no seu site, redes sociais ou Email Marketing.

Isso significa que, dependendo do caminho que seu Lead ou cliente fizer, sua resposta a ele será diferente. Ou seja, o relacionamento, apesar de automatizado, será personalizado.

Assim, a Automação de Email Marketing consiste no envio de emails automáticos para o Lead, dependendo de determinada ação que ele realizou.

Esses emails podem ser de diversos tipos, mas aqui vamos focar nos emails de nutrição de Leads, que consiste em enviar, de forma automatizada, uma série de emails com conteúdos relacionados ao tema pelo qual o usuário demonstrou interesse.

À medida que os emails vão sendo disparados e o Lead vai consumindo os conteúdos, novos emails são enviados, conduzindo o usuário pela jornada de compra até levá-lo ao Fundo do Funil.

Se ele chegar nessa etapa, é sinal de que provavelmente está maduro para comprar e, se for qualificado, é o momento ideal para o vendedor abordá-lo.

Esses emails ajudarão a informar o Lead e a conscientizá-lo da importância da sua solução, aumentando as chances de ele comprar com você.


Ferramentas de Email Marketing


Se sua empresa está começando a fazer Marketing Digital, você deve ter encontrado algumas dificuldades em enviar emails em grande escala ou gerenciar uma extensa lista de contatos. Um software de Email Marketing está aí para sanar essa dor.

Algumas ações que você pode fazer com um software de Email Marketing:

Segmentar seus contatos: para ter controle total do público que irá receber seus emails;Criar layouts eficientes: para ajudar na criação do design de seus emails e criar templates replicáveis;Automatizar o disparo de suas campanhas: para ganhar produtividade e eficiência no envio de emails;Acompanhar o desempenho dos disparos: para ver quantas aberturas e cliques tiveram suas campanhas, dentre outras estatísticas.


Antes de escolher uma ferramenta, as duas principais perguntas que a empresa deve se fazer neste momento são “qual meu objetivo com Email Marketing?” e “quais são as funcionalidades que sua empresa realmente precisa para atingir esses objetivos?”.

Abaixo, mostraremos quais são os 4 principais pontos que uma empresa deve observar ao procurar o software de Email Marketing ideal.


Ferramentas de limpeza de base


Ao ficar algum tempo sem enviar mensagens de email para suas listas ou migrar de uma ferramenta para outra, é importante realizar uma limpeza da lista de contatos (também conhecida como higienização de base) para remover emails inválidos.

Essa ação é importante para garantir que as próximas campanhas não tenham altas taxas negativas de resultados, como hard bounces.

Como é inviável realizar essa limpeza de forma manual, existem diversas ferramentas pagas que realizam esse serviço de forma automática.



Ferramentas para avaliar a entregabilidade

A principal maneira para entender se sua estratégia de emails está fazendo sentido e se os seus emails estão sendo entregues na caixa de entrada do usuário é utilizando ferramentas para agilizar esse processo.



Ferramenta para avaliar a qualidade do email

É extremamente importante que, após uma campanha ser planejada e executada, ela seja devidamente testada e avaliada antes do disparo. Dessa forma, os erros serão diminuídos e as chances de sua campanha dar certo aumentam drasticamente.


Como planejar e fazer campanhas de Email Marketing


Ao planejar uma estratégia de Email Marketing, é preciso ter em mente os seguintes pontos: planejamento de público, frequência de disparos, criação de templates e segmentações.

Veja mais sobre cada um deles:


1. Planejamento de público:


Entendendo seu público, possuindo as ferramentas e a estrutura correta, é importante que você entenda a estratégia.


2. Criação de um template


Agora, ao possuir uma estratégia bem definida, as ferramentas corretas e uma base de emails captada de forma orgânica, as chances de que seus emails estejam dentro do que se consideram boas práticas são extremamente altas.

É importante que, além de ter uma comunicação escrita uníssona (mesma comunicação em diferentes emails), você estabeleça uma comunicação visual contínua para que seus contatos, ao abrirem seus emails, saibam rapidamente de qual empresa se trata e qual conteúdo traz.

Para que você crie essa padronização e melhore suas taxas de clique e abertura, trouxemos boas práticas avançadas para a criação de um layout:


3. Planejamento de frequência


Entendendo as boas práticas em Email Marketing e sabendo planejar, agora é hora de estabelecer um calendário, de modo a otimizar seu relacionamento com o público.

Nesse caso, deve-se buscar um ponto de equilíbrio para disparo de emails, ou seja, não enviar muitos emails, mas também não enviar poucos.

Isso porque, caso você envie emails demais, sua base irá saturar e suas taxas de abertura irão diminuir, pois seus contatos cansarão.

Mas, caso você envie poucos emails, sua base irá desengajar, ou seja, não lembrará de seu conteúdo. Por isso, é importante otimizar sua frequência em etapas:


4. Segmentação


Para disparar seus emails de forma correta, para as pessoas corretas, é importante que analise seu público e o divida em nichos. Assim, você conseguirá se comunicar de forma segmentada e correta com cada Lead.


Abaixo, listamo alguns exemplos de segmentação que podem ser usadas. Isso varia muito de empresa para empresa, então trazemos os que vimos com mais frequência em empresas diferentes:


  • Personas;

  • Cargos gerenciais (tomadores de decisão, materiais mais estratégicos) ou técnicos (materiais mais práticos, que facilitam o dia a dia);

  • Profissionais da área de Vendas, RH, marketing etc.;

  • Área de atuação da empresa do Lead (tecnologia, ecommerce, saúde etc.);

  • Pessoas que já demonstraram interesse em outro conteúdo sobre mesmo assunto ou assunto semelhante/complementar;Pessoas que realizaram, ou não, uma conversão nos últimos 4, 5 ou 6 (ou mais) meses (nível de engajamento com sua empresa);

  • Pessoas que já demonstraram interesse em determinado produto mas não compraram;

  • Clientes, não clientes, pessoas que negociaram mas não fecharam etc.Estágio de compra (veja como identificar o estágio no post Como identificar o estágio de compra dos Leads);

  • Perfil e pontuação no Lead Scoring.



Fonte: https://resultadosdigitais.com.br/email-marketing/




0 visualização

Informações e Orçamentos

(27) 99252-8811

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2017 por Andréia Fernandes | Orgulhosamente criado pela Info Tower Tecnologia.

  • Facebook
  • Instagram
whatsapp-png-cinza-3.png