• A Consultora de Negócios

17 Livros Essenciais Para Quem Está Perdido e Busca Mais Propósito no Trabalho (e na Vida)

Atualizado: Jun 11


Você não tem a menor ideia do que fazer, a realidade é essa. A sociedade muda rapidamente, graças à tecnologia, e as instituições que serviam de referência de trajetória de vida, como religião, mídia, universidades e grandes corporações, vão perdendo a força.


Estamos no ápice de liberdade individual em toda a história, através de um processo social que se expandiu no Ocidente nos últimos 100 anos. Contudo, apesar de toda essa liberdade, não fomos preparados sobre o que fazer na vida. O mesmo processo que trouxe liberdade de escolha também aumentou nosso nível de satisfação – não basta apenas um emprego, queremos uma carreira que nos satisfaça, repleta de propósito e de prosperidade.


No fundo, a culpa não é sua. Eu tive a sorte de bem cedo ter acesso a grandes mentores, que me empurraram na direção certa de busca e exploração. Além da experiência direta, esses mentores me indicaram livros, que ajudaram a modelar minha visão de mundo e a navegar nessas novas águas.


Desde então, além da moldar e perseguir minha própria jornada, tenho ajudado várias pessoas a fazer o mesmo, dentre leitores, clientes de consultoria e mentorados.

Abaixo, segue uma lista base, com alguns livros para quem quer direção na busca por mais propósito na própria vida. Os livros estão separados no mesmo framework que uso em minhas consultorias: a busca por propósito, explorando seu potencial e criando prosperidade.


POTENCIAL


1. Como encontrar o trabalho da sua vida, por Roman Krznaric

De onde vem nossa angústia em busca de uma vida com propósito conectada a um trabalho realizador? Como navegá-la de modo prático, na realidade social em que vivemos hoje, no Ocidente?

Essas e outras perguntas são respondidas nesse livro do Roman Krznaric. O livro é de leitura leve e tem um embasamento sociocultural forte, acompanhando as mudanças de comportamento na sociedade ao longo do tempo.

Além disso, o livro possui a assinatura da The School of Life, projeto fundado por Alain de Botton, filósofo extremamente prolífico, com discussões acessíveis sobre outras angústias da sociedade moderna. Junte esse livro com Os Prazeres e Desprazeres do Trabalho, do próprio Botton, e você terá uma visão geral forte dos desafios profissionais atuais.


2. Maestria, de Robert Greene

Robert Greene é um dos maiores pensadores modernos, ponto final. Se Alain de Botton consegue analisar bem mudanças socioculturais ao longo da história, Robert é inigualável na análise do indivíduo.

E é disso que se trata Maestria, uma análise detalhada de grandes Mestres que já viveram, em busca de identificar padrões, comportamentos e valores que possamos replicar enquanto esculpimos nossas vidas. Há figuras grandiosas de várias áreas do conhecimento humano, desde grandes artistas (como Mozart), até cientistas e soldados de destaque no mundo moderno.

A parte introdutória do livro traz muitas ideias sobre por onde começar sua busca pessoal, ideias que destrincei nesse guia.


3. Musashi, por Eiji Yoshikawa

O que um dos maiores ficções históricas está fazendo em uma lista sobre busca de propósito no trabalho e na vida?

Musashi é narra a história do maior espadachim da história, Minamoto Musashi. É o samurai que inventou o estilo de luta com duas espadas e realizou mais de 60 duelos em toda vida sem nunca ter perdido. O livro é uma ficção, mas busca reconstruir, do modo mais fiel possível, a trajetória de vida de Musashi, desde quando ele era um garoto com problemas de atitude e grandes ambições.

Junto com uma grande história, é possível vê-lo sendo moldado pela sua jornada em um guerreiro lendário e um dos maiores estrategistas de todos os tempos, autor do livro O Livro dos 5 Anéis. Recomendo para quem é ambicioso e busca alcançar grandes feitos na vida observar o tipo de jornada que lapida uma pedra bruta em diamante.


4. Ikigai, por Sebastian Marshall

Sebastian foi um dos primeiros mentores nosso (meu e de Eduardo) e tem uma filosofia de vida que nos influencia até hoje. Em um momento transitório, lá no começo dos Estrategistas, as ideias do Ikigai serviram como um guia para nossa jornada.

Com uma abordagem filosófica-histórica, sem mimimi, Sebastian cultiva uma vida expansiva. Afirma que todos podemos ganhar (e contribuir) mais na vida e que buscar feitos grandes está dentro do alcance de qualquer um.


5. So good they can’t ignore you, por Cal Newport

Pergunta simples: para quem quer ser apaixonado pelo trabalho que faz, ser bem recompensando e se sentir satisfeito, seguir sua paixão é ou não uma boa estratégia? Por incrível que pareça, a resposta é não. Começar perseguindo suas paixões é uma estratégia ruim para terminar apaixonado pelo que você faz; uma coisa não leva necessariamente a outra.

E o Cal Newport foi atrás de destrinchar o porquê com um livro bastante acessível. O desafio passa por várias etapas: desde como somos ruins em identificar o que gostamos até mesmo um corpo de pesquisa demonstrando como nossos gostos evoluem conforme engajamos em uma atividade. O Cal constrói ao longo da narrativa sua posição de mundo necessária para deixar de ser passivo no mercado de trabalho – e se tornar alguém disputado profissionalmente.


PROPÓSITO


6. Em Busca de Sentido, Viktor Frankl

Viktor Frankl foi o psicólogo austríaco que vivenciou em primeira mão os terrores dos campos de concentração, quando foi sentenciado para lá. Foi forçado a colocar a própria filosofia de vida em prática, quando se viu em condições extremas, criando sentindo para uma vida em condições inimagináveis.

Se são ideias e conceitos bons o suficiente para ajudar um psicoterapeuta a sobreviver múltiplos campos de concentrações, então com certeza serão úteis para você que busca por propósito em situações muito menos extremas. Considero uma das grandes leituras do século XX, por ser tão única (em termos de teoria e prática).


7. Pensando Rápido e Devagar, por Dan Kahneman

Poucos trabalhos de pesquisa são tão icônicos em mudar a forma como pensamos sobre o ser humano como os estudos de Dan Kahneman. Não é à toa que ele ganho o prêmio nobel de economia, sendo um psicólogo.

Essa obra é cobre bem o vasto corpo de pesquisa do Kahneman. Trata desde a forma sobre como os seres humanos pensam até discussões sobre o que é felicidade, como mensurá-la e como ser mais feliz.

Ao invés de recomendar um daqueles livros que são compilados das pesquisas mais recentes na área da felicidade, eu sugiro fortemente você começa por essa obra do Kahneman, pois lhe trará um framework para enxergar a felicidade do modo diferente. Não se trata apenas de fazer mais X para ser feliz, mas sim de repensar (de modo objetivo) o conceito adotado de felicidade e investigar caminhos reais de alcançá-la.


8. Meditações, Marco Aurélio

“Meditações” é um conjunto de notas e pensamentos que Marco escreveu para si mesmo sem ter intenção alguma de publicá-los. Foi a forma que ele encontrou de sempre manter em mente o dever de ser virtuoso (apesar de ser reverenciado como um deus vivo) e de enfrentar as dificuldades da vida da melhor maneira possível (foi um período conturbado para Roma). É possível enxerga-lo batalhando com desafios mundanos, como sair da cama de manhã cedo ou lidar com gente que cheira mal.

Nunca um livro me inspirou tanto a ser uma pessoa melhor. Também me ajudou a mergulhar no estoicismo, uma filosofia milenar utilizada por grandes nomes da história por ser prática e útil. Junte essa leitura com “O Obstáculo é o Caminho“, de Ryan Holiday (sobre o qual detalhei aqui) e você nunca mais será o mesmo – garanto.


9. A Felicidade da Busca, por Chris Guillebeau

Chris é uma figura e tanto. Para começar, talvez ele seja a pessoa que mais viajou na história – de 2002 a 2013, ele conheceu todos os países do mundo. Por causa de um estilo de vida incomum, ele também conhece/atrai uma comunidade vibrante a sua volta, o que lhe permitiu acessar muita gente interessante.

O livro é um relato (bom) e uma desconstrução (mediana) de como várias pessoas embarcaram em jornadas excitantes, que as satisfaziam, e como você pode começar a fazer o mesmo.


10. Qualquer coisa escrita por Sêneca

Sêneca foi um grande filósofo, orador, político, empreendedor e escritor. Ler a obra dele parece que você está conversando com um avô seu, que possui muita experiência de vida bem analisada para compartilhar, ao mesmo tempo em que consegue empatizar com sua situação e entender onde você está.

Se estamos falando da criação de propósito, a obra de Sêneca em si contém uma resposta. O estoicismo é um “sistema operacional para a vida” e pode ajudar você a se guiar em qualquer direção. Se puder, leia o “Letters from a Stoic”, que não tem em português no Brasil. Caso não seja possível, não se acanhe em pegar qualquer obra (A vida feliz, Sobre a brevidade da vida).


11. Antifrágil, Nassim Taleb

No centro de todas minhas estratégias profissionais e de vida, encontra-se a ideia de antifragilidade. Não há recomendação maior que eu possa fazer a esse livro.

Compre e leia – custe o que custar, já que não é uma obra “digerida”, com respostas prontas, mas você entrará no topo 0,1% da humanidade se conseguir absorver e aplicar as idéias desse livro.


12. Doing good better, por William MacAskill

Se você imaginava filantropistas não poderiam te dar bons conselhos de carreira, você está enganado. Há um movimento recente chamado Altruísmo Efetivo, em que pesquisadores analisam todas as possibilidades possíveis de fazer o bem e ranqueiam aquelas que causam mais impacto. Por exemplo, doar seu dinheiro para instituições que distribuem comida para os sem-teto causa mais impacto do que reformar uma galeria de arte, embora ambos sejam filantropia.

Ao aprofundar os estudos sobre como causar o máximo de impacto, tais pesquisadores, em paralelo, descobriram insights sobre as carreiras de mais impacto. Assim, para quem não sabe ainda como expressar seu propósito através de caminhos profissionais, começar estudando carreiras que podem mudar a vida do máximo possível de pessoas (ainda que indiretamente) é um bom começo.


PROSPERIDADE


13. A Educação dos Futuros Milionários e The Last Safe Investment, por Michael Ellsberg

Esses dois livros do Michael Ellsberg vão muito bem juntos. Ambos abordam as mudanças no universo profissional (dificuldade de encontrar empregos, aumento da seletividade, ineficiência do currículo) de um ponto de vista prático, buscando explicar as mudanças e propondo um framework de como suceder nesse novo cenário.

São ideias úteis para quem está começando uma nova carreira ou para quem que busca um reposicionamento. O processo leva mais tempo do que o autor dá a entender, mas é mais rápido do que a maioria das pessoas imagina. Há um resumo detalhado escrito pelo próprio autor aqui em nosso site.


14. Escolha Você (James Altucher) e Comece por Você (Reid Hoffman)

No século XXI, o foco profissional sai das certificações (diplomas e certificados) e passa para o indivíduo (sua capacidade de demonstrar fluência profissional). Essas duas obras expandem a discussão em torno dessa tendência, de ângulos diferentes.

Por um lado, temos o James, um empreendedor/investidor com uma história muito rica de sucessos e fracassos – pouca gente já ficou milionário e foi a falência mais vezes do que ele. Sua completa transparência faz do livro algo único e com uma mensagem clara: é essencial focar no seu desenvolvimento holístico – pessoal, profissional, saúde e relacionamentos. Foi com esse caminho que ele conseguiu se reerguer tantas vezes e essa história é contada de modo muito agradável, cheio de anedotas.

Já o livro do Hoffman tem uma pegada mais séria: o cara é nada menos do que um dos fundadores do LinkedIn. Por essa situação privilegiada, ele consegue analisar as novas dinâmicas profissionais e conversa especialmente sobre como você pode se posicionar para se criar uma carreira de sucesso.


15. Gateless, por Sebastian Marshall

“Sem barreiras” é um livro com a assinatura clara de um grande estrategista: discute o desafio (crescer no mundo atual, gerando riqueza e impacto) de modo alto nível, enquanto fornece um framework para você realizar suas próprias pesquisas e iniciativas na busca de alcançar o que deseja.

São 5 vertentes para você se aprofundar e manipular para uma vida mais realizada: capacidade, network, sinal, ativos e propósito.


16. A Startup de 100 dólares (Chris Guillebeau) e The 7-day Startup (Dan Norris)

Os dois livros são indicados para quem tem interesse no empreendedorismo. Se você sonha em criar algo que não existe e tem essa inquietação para abrir seu negócio, esses são dois bons começos.

Uma das grandes ilusões modernas é a conexão de empreendedorismo com o mundo das startups – “próximo facebook”, “rodada de investimento”, “competição de pitch”. Você não precisa de nada disso.

Se quer construir algo de sucesso, mas em moldes diferentes, mais próximos de seu estilo de vida ou para alavancar alguma habilidade/serviço que você consegue oferecer, os dois livros mostram frameworks para você colocar sua ideia em prática por muito pouco, muito rapidamente.


17. The End of the Jobs, por Taylor Pearson

Se eu pudesse recomendar apenas um livro que resume todos os aspectos que discutimos aqui (mudanças no universo profissional, construção de carreiras, empreendedorismo e afins) de maneira sucinta e direta, seria esse. Ponto final.

Já fiz parte de alguns Masterminds com o Taylor e nos conhecemos há alguns anos já. Tenho acompanhado a vida certamente incomum que tem vivido e seu crescimento como possivelmente um dos melhores ensaístas de nossa geração. Embora o livro foco no empreendedorismo, a raiz do conteúdo está em modos de assumir o controle do próprio destino.



Estar perdido? Ok. Ficar Perdido? Não.

Aqui no Estrategistas, sabemos exatamente o que é estar tão perdido. Nossa história começou assim: insatisfação com o status quo, com a falta de referência de qualidade… Foi assim que a jornada de exploração compartilhada com vocês começou.

Por isso, entendo essa frustração de não saber qual próximo dar. Mas isso não é justificativa para apenas lamentar e ficar parado. Os pilares por trás dessas leituras nos ajudaram a sair de estudantes perdidos a sabermos nossos caminhos e evoluirmos de modo significativo em nossas carreiras (muito mais rápido que o comum).

Por exemplo, eu ainda tenho um desejo muito grande de estudar astrofísica que não foi bem explorado – estou em dúvida entre um mestrado/phD ou uma graduação na área. Mas isso não me impediu de desenvolver meus projetos em outras direções, estar trabalhando em algo que me satisfaz e me faz crescer.

Se não sabe por onde começar, pegue algum desses livros para ler. É o melhor de referencial de leitura que temos a oferecer. Não vai resolver todos os seus problemas hoje, mas vai te deixar um pouco menos perdido. Essas mudanças a cada dia geram alterações grandiosas de destino mais na frente.


Fonte: http://estrategistas.com/livros-perdido-na-vida/

2 visualizações

Informações e Orçamentos

(27) 99252-8811

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2017 por Andréia Fernandes | Orgulhosamente criado pela Info Tower Tecnologia.

  • Facebook
  • Instagram
whatsapp-png-cinza-3.png